Job Sánchez
10 Março, 2020
José Lourenço
29 Maio, 2020
Voltar

Pedro Calapez

5 Novembro, 2022
Pedro Calapez, sem título 01 (alçado), 2016, óleo alquídico sobre MDF, 22x44,5x6 cm BD

Pedro Calapez – Sem Título 01 (alçado)

Artista: Pedro Calapez Título: Sem Título 01 (alçado) Dimensões: 24,5x30x3,5 cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre contraplacado - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. +351 […]
5 Novembro, 2022
Pedro Calapez, Alguma paisagem 14, 2012, acrílico sobre contraplacado, 24,5x30,3,5 cm BD

Pedro Calapez – Alguma paisagem 14

Artista: Pedro Calapez Título: Alguma paisagem 14 Dimensões: 24,5x30x3,5 cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre contraplacado - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. +351 967009613, ou […]
5 Novembro, 2022
Pedro Calapez, Alguma paisagem 19, 2012, acrílico sobre contraplacado, 24,5x30x3,5 cm BD

Pedro Calapez – Alguma paisagem 19

Artista: Pedro Calapez Título: Alguma paisagem 19 Dimensões: 24,5x30x3,5 cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre contraplacado - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. +351 967009613, ou […]
5 Novembro, 2022
Pedro Calapez, alguma paisagem 13, 2012, acrílico sobre contraplacado, 24,5x30x3,5 cm BD

Pedro Calapez – alguma paisagem 13

Artista: Pedro Calapez Título: Alguma paisagem 13 Dimensões: 24,5x30x3,5 cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre contraplacado - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. +351 967009613, […]
13 Outubro, 2022
Pedro Calapez, Estudos para mil pinturas 04, 2020, 57x77 cm, óleo sobre papel (com moldura) BD

Pedro Calapez – Estudos para mil pinturas 04

Artista: Pedro Calapez Título: Estudos para mil pinturas 04 Dimensões: 57x77 cm Data: 2020 Técnica: óleo sobre papel - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. […]
2 Julho, 2022
Pedro Calapez, terra 04, 2016, acrílico e pastel de óleo sobre papel, 102,5x153,5 cm BD

Pedro Calapez – Terra 04

Artista: Pedro Calapez Título: Terra 04 Dimensões: 102,5x153,5 cm Data: 2020 Técnica: acrílico e pastel de óleo sobre papel - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. […]
9 Junho, 2022
Pedro Calapez, estudo campo pintura 02, 2012, 70x100 cm (c moldura 96,5x126 cm), acrílico sobre papel BD

Pedro Calapez – Estudo campo de pintura 02

Artista: Pedro Calapez Título: Estudo campo de pintura 02 Dimensões: 70x100 cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre papel - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. […]
13 Maio, 2022
Pedro Calapez, Alguma paisagem 02, 2012, 32x22x3,5 cm, acrílico sobre contraplacado_novo BD

Pedro Calapez – Alguma paisagem 02

Artista: Pedro Calapez Título: Alguma paisagem 02 Dimensões: 32x22x3,5 cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre contraplacado - Obra disponível na Galeria Sete, preço sobre consulta. Contacte para galeriasete@gmail.com ou tel. +351 967009613, […]
6 Novembro, 2020
Pedro calapez - st A, 2012, 50x50cm, acrilico s tela BD

Pedro Calapez – Sem título A

Artista: Pedro Calapez Título: Sem título A Dimensões: 50x50cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre tela
6 Novembro, 2020
pedro calapez - st rosa, 2012, 50x50cm, acrilico s tela BD

Pedro Calapez – Sem titulo rosa

Artista: Pedro Calapez Título: Sem título rosa Dimensões: 50x50cm Data: 2012 Técnica: acrílico sobre tela

SOBRE:

PEDRO CALAPEZ
Lisboa 1953
Calapez começou a participar em exposições nos anos 70, tendo realizado a sua primeira individual em 1982. O seu trabalho tem sido mostrado em diversas galerias e museus tanto em Portugal como no estrangeiro sendo de salientar as exposições individuais ou coletivas em que participou: “Histórias de objectos”, Casa de la Cittá, Roma; Carré des Arts, Paris; Fundação C.Gulbenkian, Lisboa; Petit jardin et paysage, Capela Salpêtriére, Paris (1993); Campo de Sombras, Fundació Pilar i Joan Miró, Mallorca (1997); Madre Agua, Museo MEIAC, Badajoz e Centro Andaluz de Arte Contemporáneo, Sevilha (2002); Obras escolhidas, CAMFundação Gulbenkian, Lisboa (2004); piso zero, CGAC- Centro Galego de Arte Contemporáneo, Santiago de Compostela; Lugares de pintura, CAB-Centro de Arte Caja Burgos (2005); “There is only drawing", Fundação Luís Seoane, Corunha, Galiza (2013); “O Segredo da Sombra”, Fundação Carmona e Costa, Lisboa (2016). Nas diversas mostras colectivas destaca-se a sua participação nas Bienais de Veneza (1986) e S. Paulo (1987 e 1991); Tage Der Dunkelheit Und Des Lichts, Kunstmuseum Bonn (1999); EDP.ARTE, Museu de Serralves, Porto (2001); Beaufort Inside-Outside, Trienal de Arte Contemporânea, PMMK Museum, Ostende (2006); “La colección”, Fundación Barrié, A Coruña (2011); “Euroscope” (BEI Collection), Cercle Cité, Luxembourg (2015); “Backstories”, FASVS, Museu Vieira da Silva, Lisboa e Mudas, Museu de Arte Contemporânea da Madeira (2016); “Quote/Unquote. Entre apropriação e diálogo”, MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa (2017); “Uma Colecção=Um Museu 2007/2017”, MACE, Elvas (2017); "Studiolo XXI", Fundação Eugénio de Almeida, Évora (2019). “Fóra de Foco”, AColección, AFundación, A Coruña; “Festa Furia Femina, Colecção FLAD”, Museu MAAT, Lisboa (2020)

Pedro Calapez encontra-se representado:
AFundación, La Coruña; Biblioteca Apostólica Vaticana, Vaticano, Roma; Caixa Geral de Depósitos, Lisboa; CAB-Centro de Arte Caja Burgos, Burgos; CA2MCentro de Artes, Madrid; CEB-Central European Bank, Frankfurt; CGAC-Centro Galego de Arte Contemporânea, Santiago de Compostela; Chase Bank, New York; EIB-European Investment Bank, Luxembourg; Colecção Teixeira de Freitas,Fondación Coca-Cola España, Madrid; Fondación Pedro Barrié de la Masa, A Coruña; Fundación Prosegur, Madrid/Lisboa; Fundació Pilar i Joan Miró, Mallorca; Fundação AIP, Lisboa; Museu Gulbenkian, Lisboa; Fundação EDP (MAAT), Lisboa; FLAD-Fundação Luso Americana, Lisboa; Fundação PLMJ, Lisboa; Fundação Portugal Telecom, Lisboa; MACE-Museu de Arte Contemporânea de Elvas, Colecção António Cachola, Elvas; MEIAC-Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte Contemporáneo, Badajoz; MNCARS-Museo Nacional Centro de Arte Reina Sofia, Madrid; Museu de Serralves, Porto; Seippel Collection, Cologne e outras colecções públicas e privadas.
_____________________________________
2019: Membro da Direcção da SPA, Sociedade Portuguesa de Autores, Lisboa; 2012: recebeu o Grau de Comendador da Ordem do Infante D.Henrique; 1988: foi Bolseiro da Secretaria de Estado da Cultura; 1980-2000: foi membro da Cooperativa Diferença; 1988-1998: pertenceu à direcção do AR.CO - Centro de Arte e Comunicação Visual, Lisboa, onde foi igualmente responsável pelos Departamentos de Pintura e de Desenho; 1981: Bacharelato em Pintura pela Escola Superior de Belas Artes de Lisboa (FBAUL); 1976-81 Frequenta a Escola Superior de Belas Artes de Lisboa; 1972-75: Curso de Formação Artística, S.N.B.A., Lisboa; 1969-74: Frequenta o Instituto Superior Técnico, Lisboa.

Exposições individuais
2021
“Seja dia ou seja noite tanto faz” (com André Gomes), Museu Berardo, Lisboa.
(cat.)
“Debaixo de cada cor”, Galeria Belo Galsterer, Lisboa.
“Uma espécie de corpo”, Porta 14, Lisboa.
“Na distância de um olhar”, Museu da Sociedade Martins Sarmento, Guimarães.
2020
“Olhar indiscreto”, Galeria Fernando Santos, Porto.
“Con una nube en el medio”, Galeria Fernando Pradilla, Madrid.
2019
“Les espaçes en Nathan”, Galeria AR/PAB, Paris.
“El meandro de los camiños”, Galeria Vilaseco, A Coruña.
“Double nature”, Galerie Seippel, Cologne (Köln)
“Redemoinho”, Galeria Fernando Santos, Porto
“Terra”, CAA, Centro Artes de Águeda
2018
“OLHOS nos OLHOS”, Casa-Museu Fundação Medeiros e Almeida, Lisboa
“BoPeep”, Sismógrafo, Porto.
“Lieux inhabitables”, Centre Culturel Portugais Camões, Luxembourg.
“Acordo de noite subitamente”, Galeria do Teatro Municipal da Guarda, Guarda
“Desenho e construção”, Galeria João Esteves de Oliveira, Lisboa
2017
“Tracção e compressão simples entre limites Elásticos”, Galeria Belo Galsterer,
Lisboa
“Limite Ubíquo”, Galeria Maior, Pollença, Mallorca (Parte 1); Galeria Maior, Palma
de Mallorca (Parte 2).
“Carregado de nuvens”, Sismógrafo, Porto
2016
“Platform”, ArtHobler Galerie, Zurich.
“O Segredo da Sombra”, Fundação Carmona e Costa, Lisboa.
“em volta de”, Biblioteca FCT-Univ. Nova de Lisboa (Campus de Caparica).
“configurações”, Galeria Fernando Santos, Porto.
2015
“Off-limits, Espacio Sin Retorno, Galeria Luís Adelantado, Ciudad de México.
“From the low valleys” Seippel Galerie, Cologne.
“E não havia nada que não viesse do olhar (the gaze contingency)”, Galeria Mário
Sequeira, Braga.
“Exercícios de procura”, Galeria Vera Cruz, Aveiro.
“Beyond the horizon”, Tivoli Lisboa Arte Contemporânea, Lisboa
“Openspace”, Galeria Belo Galsterer, Lisboa.
2014
“meadow-round-curtain-broken line” LYNCH THAM, New York (cat).
"Obra reciente", Galeria Max Estrella, Madrid.
"Byte", projecto na Galeria Belo Galsterer, Lisboa.
"O burel da cortina ampara o céu opaco", Appleton Square, Lisboa.
2013
“There is only drawing”, Fundação Luís Seoane, Corunha, Galiza (cat).
“A olho nú”, CCC-Cooperativa Comunicação e Cultura, Torres Vedras.
“Contemplation shifts”, Galeria Arthobler, Zurique.
“Criss cross”, Galeria Presença, Porto.
“Espaço moldado”, Casa das Artes de Tavira, Tavira.
“do pequeno espaço entre as coisas”, Galeria Municipal Nova Ogiva, Óbidos (cat).
“Branchings”, Rosalux, Escritório de Arte, Berlim.
2012
"Pequenos corpos e algumas Paisagens", Galeria Gomes Alves, Guimarães.
“Fragmento”, Colégio das Artes, Universidade de Coimbra (cat).
“Lameiros”, Centro de Arte Contemporânea Graça Morais, Bragança (cat).
“Céus sombrios”, Casa das Histórias Paulo Rego, Cascais (cat).
“recent works (Barriers)", Galerie Seippel, Köln.
“Pedro Calapez - Obras Recentes”, Galeria Fonseca Macedo, Ponta Delgada.
“Gymnasium (diário íntimo)”, projecto/instalação, Carpe Diem, Lisboa.
2011
“transferência”, Espaço Cultural Ermida, Lisboa (cat).
“suave paisagem”, Galeria João Esteves Oliveira, Lisboa.
“a quarta parede”, Galeria Presença, Porto.
“Kickflip”, Fundação PLMJ, Lisboa (cat.).
2010
“Trasfondo”, Galeria Max Estrella, Madrid.
“Desordem comum”, Galeria Miguel Nabinho, Lisboa.
“Descontinuidades”, Galeria SCQ, Santiago de Compostela.
“Dinomod”, Galeria do Instituto Politécnico, Tomar.
“shape dialog”, Galerie Seippel, Köln.
2009
“Mod-Rw-Céus”, Galeria AH, Viseu.
“Notas sobre um problema de método”, CAV-Centro de Artes Visuais, Coimbra.
“na clareira”, Galeria Presença, Porto.
2008
“Escala de color”, Galeria Max Estrella, Madrid.
“Branca e neutra claridade”, Casa da Cerca, Centro de Arte Contemporânea,
Almada.
“alguns estudos e desenhos”, Galeria do Novo Teatro Municipal de Almada.
2007
“Planos”, Galeria Lisboa 20 Arte Contemporânea, Lisboa.
2006
“Band”, Galeria SCQ, Santiago de Compostela (cat-text Paulo Reis).
“side by side”, Galeria Seippel, Colónia (cat-text Calapez).
“Para lá da montanha - recent paintings”, Galeria Presença, Porto.
“Obra reciente”, Galeria Max Estrella, Madrid.
“Obra gravada 2005-2006”, Galeria Gomes Alves, Guimarães.
2005
“Private Geographies”, Maurio Mauroner Contemporary Art, Salzburgo.
“Lugares de pintura”, CAB-Centro de Arte Caja Burgos, Burgos (cat).
“piso zero”, CGAC–Centro Galego de Arte Contemporânea, Santiago de
Compostela (livro de artista)
2004
“Obras Escolhidas 1992-2004”, Centro de Arte Moderna, Fundação Calouste
Gulbenkian, Lisboa (cat).
2003
“Lugares”, Galeria SCQ, Santiago de Compostela.
“Lugar del que los ojos acuden”, Galeria Max Estrella, Madrid (cat).
“de um lado para o outro”, Galeria Presença, Porto.
“no repouso dos seus dedos”, Galeria AH-Arte Contemporânea, Viseu (cat).
“Abstract landscape”, Kunst Raum Sylt-Quelle, Rantum/Sylt.
2002
“Madre agua”, MEIAC, Museo Extremeño e Iberoamericano de Arte
Contemporáneo, Badajoz e Centro Andaluz de Arte Contemporáneo, Sevilha
(cat).
“Undisclosed Landscape”, Galeria Seippel, Colónia.
“Ornamento escondido”, Mosteiro dos Jerónimos (em exposição permanente)
(cat).
“dentro”, Galeria Bores & Mallo, Lisboa
2001
“CAMPO”, Galeria Presença, Porto.
2000
“limites”, Galeria Bores & Mallo, Cáceres (cat).
“as casas surgem de repente iluminadas por dentro” Galeria Luís Serpa, Lisboa.
“Pinturas sobre papel”, Biblioteca Municipal Calouste Gulbenkian, Ponte de Sôr
(cat).
1999
“jardim suspenso”, Galeria Presença, Porto.
“Studiolo”, Seippel Gallery, Colónia (cat).
“Entre Vista”, Palácio dos Capitães Generais, Açores (cat).
“jardins”, Galeria Évora Arte, Évora (cat).
1998
“invenciones”, Colegio Oficial de Arquitectos de Extremadura, Badajoz.
“del otro lado-en el otro lado”, Galeria Bores & Mallo, Cáceres (cat).
“la ventana abierta”, Galeria Gianni Giacobbi, Palma de Mallorca.
“escenas domésticas”, Galeria Marisa Marimón, Orense (cat).
“Studiolo”, INTERVAL - Raum fur Kunst & Kultur, Witten, Alemanha (cat).
“A través de la ventana”, Galeria Luis Adelantado, Valencia (cat).
“de dentro e de fora”, Galeria Porta 33, Funchal.
1997
“pormenores”, Galeria Presença, Porto (cat).
“campo de sombras”, Fundació Pilar i Joan Miró a Mallorca (cat).
“pintura”, Galeria J.M.G.Alves, Guimarães.
“campo de sombras” (nova montagem), Galeria Luís Serpa, Lisboa (cat).
1996
“memória involuntária”, Museu do Chiado, Lisboa (cat).
1994
“muro contra muro”, instalação, Galeria Luís Serpa, Lisboa.
“interiores”, Galeria J.M.Gomes Alves, Guimarães.
1993
“petit jardin et paysage”, instalação, Capela Salpêtriére, Paris (cat).
“cidades contínuas”, Paço Imperial, Rio de Janeiro e Centro Cultural de S.Paulo
(cat).
1992
“12 pedaços”, Galeria Trem, Faro (cat).
“ramos cérebros-folhas tubagens-circuitos”, Galeria Cómicos-Luís Serpa, Lisboa
(cat).
1991
“Estranhas figuras”, Convento dos Capuchos, Caparica (cat).
“Histórias de objectos”, Casa de la Cittá, Roma; Carré des Arts, Paris; Fundação
C.Gulbenkian, Lisboa (cat).
“Desenhos de Objectos”, Galeria Florence Arnaud, Paris.
“Trabalhos sobre papel”, Galeria Diferença, Lisboa.
1990
“Passagens”, instalação no Convento de S. Francisco, Beja (cat).
“As Ruinas Circulares”, Galeria Atlântica, Porto (cat).
1989
“Grafites”, Galeria Alda Cortez, Lisboa (cat).
“Desenhos sobre madeira”, Centro de Arte Moderna Fundação C. Gulbenkian,
Lisboa (cat).
1987
“Le Travail du Peintre”, Galeria EMI-Valentim de Carvalho, Lisboa.
1986
“Manuscrito incompleto”, Galeria Quadrum, Lisboa.
“Pintura”, Museu Tavares Proença Júnior, Castelo Branco (cat).
1985
“As Palavras Seladas”, Galeria Diferença, Lisboa.
“Trabalhos sobre papel”, Galeria Alfarroba, Cascais.
1984
“Pintura sobre madeira”, Sociedade Nacional de Belas Artes, Lisboa (cat).
“Pintura e desenho sobre papel”, Galeria Alfarroba, Cascais.
1982
“azulvermelho”, instalação de Ana Léon e Pedro Calapez, Galeria Diferença,
Lisboa.
“Ana Léon e Pedro Calapez: desenhos”, S.N.B.A., Lisboa (cat).

Exposições Colectivas
2021
“Meu amigo: Obras e documentos da coleção Ernesto de Sousa (1921-1988)”,
MNAC - Museu Nacional De Arte Contemporânea, Lisboa.
“Fluxo e Metamorfose (de que é feita uma colecção)”, CACC - Centro de Arte
Contemporânea de Coimbra.
“Estampa 2021” (Galeria Fernando Pradilla), IFEMA, Madrid.
“100 Anos 100 Artistas” (Centenário PCP), Gare Marítima de Alcântara, Lisboa.
“Cangiante” (a partir da colecção CGD, Centro de Arqueologia e Artes de Beja
“O desenho na colecção de Norlinda e José Lima”, (em plataforma web da Univ de
Aveiro), Aveiro.
2020
“Drawing Room, Lisboa”, (Galeria Belo Galsterer), S.N.B.A., Lisboa.
“Festa Fúria Femina, Colecção FLAD”, Museu MAAT, Lisboa.
“Projecto MAP 2010-2020”, Museu Berardo, Lisboa.
“Ases e trunfos”, Galeria 7, Coimbra.
“O tempo das imagens”, Biblioteca Nacional, Lisboa.
“XXI Bienal de Cerveira, Vila Nova de Cerveira
“De casa para um mundo”, Bienal de Cerveira, Vila Nova de Cerveira; Casa da
Cultura, Monção; Instituto Camões, Vigo.
“Corpo Abstracção e Linguagem na Arte Portuguesa”, Obras da colecção de arte
Contemporânea do estado em depósito na Colecção de Serralves”, Museu de
Espinho, Espinho
“Fóra de Foco”, AColección, AFundación, A Coruña.
“Mostra 2020”, Edifício Gago Coutinho, Lisboa
“Tributo às Gravuras do Vale do Côa”, Museu Nacional de Arqueologia, Lisboa.
“Os Domínios do Olhar” (obras da colecção Gulbenkian) Museu da Guarda.
2019
“Estampa 2019” (Galeria Fernando Pradilla), Feira de Arte Contemporânea,
Madrid.
"Diálogos / Duplos - obras da colecção da Fundação PLMJ”, S.N.B.A., Lisboa.
“Fuck art – Let’s Eat”, Galeria Fernando Santos, Porto e Museu de Amarante (em
2020).
“El Múltiple y su propiedad | 20 años de edición”, Galeria Caja Negra, Madrid e
Proyecto Paralelo, Ciudad de Mexico.
“Leben mit Kunst. Die Sammlung Altmann”, Kunstmuseum Villa Zanders
“Joalharia Contemporânea Portuguesa”, Colecção Moderna, Fundação Gulbenkian,
Lisboa.
“De outros espaços”, Galeria Municipal do Porto.
“Tributo às Gravuras do Vale do Côa”, Museu do Côa, Vila Nova de Foz Côa
“Not for sale – A Colecção de João Esteves Oliveira”, Galeria João Esteves
Oliveira, Lisboa.
“Trabalho Capital – Ensaio sobre gestos e fragmentos”, Centro de Arte Oliva, S.
João da Madeira.
"Studiolo XXI", Fundação Eugénio de Almeida, Évora.
“Arte de Bolso, Galeria Sete, Coimbra
“semfim”, Appleton–Box, Lisboa.
“I’m your Venus”, Bee in the lion Gallery, NY, New York.
“Diferença 40 anos”, Galeria Diferença, Lisboa.
2018
“On paper”, Galeria Fernando Santos, Porto.
“Não é ainda o mar”, Convento Corpus Christi, Vila Nova de Gaia.
“Black Mirror”, Mario Mauroner Contemporary Art, Salzburg and Vienna.
“Corpo Abstracção e Linguagem na Arte Portuguesa”, Museu de Aveiro.
“Island in the Sun”, Centro Cultural São Lourenço, Almancil (Galeria Mário
Sequeira).
“Black Box – Passeios”, Museu do Caramulo, Caramulo, Portugal.
“10 anos – a Colecção”, CACGM, Centro de Arte Contemporânea Graça Morais,
Bragança.
“color.es”, Galeria Fernando Pradilla, Madrid.
“40 estíos a Pollença”, Colección Pilar Citoler, Iglesia de San Domingo, Pollença.
“Uma antologia, Bienal de Cerveira”, Centro Cultural de Cascais, Cascais.
“Britishbar #12”, British Bar, Lisboa.
“Arte, Resistência e Cidadania”, Assembleia da República, Lisboa.
“Exposição 289-Projecto Cabrita Reis”, Pontes de Marchil, Faro.
“Arte em S. Bento” (Colecção António Cachola), Palácio de S. Bento, Lisboa.
2017
“Quote/Unquote. Entre apropriação e diálogo”. Obras da Fundação EDP, Galeria
Municipal do Porto e MAAT - Museu de Arte, Arquitectura e Tecnologia, Lisboa.
“Uma Colecção = Um Museu 2007/2017”, MACE, Elvas.
“Estampa 2017” (Galeria Maior), Feira de Arte Contemporânea, Madrid.
“Revolução”, Colégio das Artes, Coimbra.
“Form Und Fluiditä”, Galerie Stöckle Hauser, Stuttgart.
“Carregados de nuvens” (a propósito do livro Céu Aberto de Paulo Costa
Domingos), Sismógrafo, Porto
“Corpo Abstracção e Linguagem na Arte Portuguesa” Museu de Arte
Contemporânea Nadir Afonso, Chaves e Centro de Cultura Contemporânea,
Castelo Branco.
“Arco Madrid” (Galeria Mário Sequeira), Madrid.
“paperworks, Portadores de ideias”, Galeria Belo Galsterer, Lisboa.
“Portugal em flagrante: Operação 3”, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
“Arte em S. Bento” (Colecção Serralves), Palácio de S. Bento, Lisboa.
2016
“Mater dei”, Igreja Conceição Velha, Lisboa.
“KUNST 16”, Zurich (Arthobler Gallery).
“abaixo as fronteiras!”, MACE, Elvas e MUDE, Lisboa.
“Contemporary art from Portugal, Vol. XI”, Chancery Embassy of Portugal,
Washington DC (Cat).
“...Não apenas lugares de felicidade”, Museu dos Coches, Lisboa
“Labirinto e Eco”, CIAJG, Guimarães.
“Portugal tropical”, Merzbau Gallery, Miami.
“ACB y Adlatere de Bárbara de Rueda Collections”, Casino de la Exposición,
Sevilla.
“Backstories”, FASVS, Museu Vieira da Silva, Lisboa e Mudas, Museu de Arte
Contemporânea da Madeira.
“As Casas na Colecção Moderna” CAM-FCG, Lisboa.
“Arco Lisboa” (galerias Belo Galsterer, Fernando Santos, João Esteves Oliveira,
Mário Sequeira), Sala da Cordoaria, Lisboa.
“Evolución”(Colecção AENA), Centro del Carmen, Valência.
“Zona Maco” (Galeria Luís Adelantado), México.
2015
“EuroScope” (BEI Collection), Cercle Cité, Luxembourg.
“Afinidades Electivas” (Col. J.Sarmento), Fundação EDP e Fundação Carmona e
Costa, Lisboa.
“Um horizonte de proximidades” (a partir da Colecção Cachola), Arquipélago
Centro de Artes Contemporâneas, S. Miguel, Açores.
“Arte Contemporâanea na Madeira”, Mudas Museu de Arte Contemporânea da
Madeira, Calheta, Madeira.
“[CON]TEXTO - A arte, a palavra e o livro”, Galeria Municipal do Porto.
“Paperworks II”, Galeria Belo Galsterer, Lisboa.
"Como se pronuncia design em português?", MUDE-Museu do Design, Lisboa.
“Todos os Direitos Reservados: Coisas do Mundo na Colecção Norlinda e José
Lima”, Núcleo de Arte da Oliva Creative Factory, S.João da Madeira.
“Linha e cor (epi)centro da saúde - Obras da Colecção da Fundação LusoAmericana para o Desenvolvimento”, Centro de saúde de Sete Rios, Lisboa.
“Everywhere is the same sky – Uma perspectiva de paisagem na colecção
Norlinda e José Lima”, Centro Cultura Contemporânea de Castelo Branco.
“Consequência do Olhar (paisagens na colecção MG)”, Espaço Adães Bermudes,
Alvito.
2014
“Tríptico”, Galeria Neupergama, Torres Novas.
“Retido na retina” Casa Museu Anastácio Gonçalves, Lisboa.
“O Sagrado na Arte”, Convento de S.Vicente de Fora, Lisboa.
“Within / Beyond Borders”, Banco de Portugal, Lisboa.
"Arco"(Galeria Max Estrella e Galeria Belo Galsterer), Madrid.
"Paperworks", Galeria Belo Galsterer, Lisboa.
"Art Karlsruhe"(Galeria Arthobler), Karlsruhe.
“Do Barroco para o Barroco”, Casa Museu Guerra Junqueiro, Porto.
“Andante”, Museu del Azulejo Manolo Safont, Onda.
“Um cadáver esquisito para o século XXI”, SNBA, Lisboa.
“Kunst 14 Zürich"(Galeria Arthobler), Züric
2013
"93", CGAC – Centro Galego de Arte Contemporânea, Santiago de Compostela.
"Paisagem e Natureza", Museu de Évora.
"ABECEDÁRIO, 40 anos do Ar.co, Museu Nacional de Arte Contemporânea –
Museu do Chiado, Lisboa.
"Sob o signo de Amadeo", CAM-Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa
"Do barroco para o barroco - está a arte contemporânea",
Casa de la Parra, Santiago de Compostela.
“air_port_art”, Colección AENA de Arte Contemporâneo, Fundação Luís Seoane,
Corunha, Galiza.
“Entre as Margens” Museu Nacional Soares dos Reis, Porto.
“Provas Dadas”, Centro Cultural Palácio do Egipto, Oeiras.
“Sincronias - Colecção António Cachola”, MEIAC, Museo Extremeño e
Iberoamericano de Arte Contemporáneo, Badajoz.
“Basel Solo Project (ArtHobler Gallery)”, Basel Art Fairs, Basel.
“Wavy banners”, Culture Festival “The Wave3, West Jutland, DK.
“Branchings”, Rosalux, The Berlin-based art Office, Berlim.
“Paraísos Naturales:Reflexos Artificiales – Colección Aena”, Real jardin Botânico,
Madrid.
“Encuentro y Diálogo. Colecciones de artes visuales del Parlamento y del
Gobierno de Extremadura”, MEIAC, Badajoz (itinerante por outros espaços em
2013).
"Kunst 13, Zürich"(Arthobler Gallery), Zurich.
2012
“Blind date”, Biblioteca dos Paulistas, Lisboa.
“Traços, Pontos e Linhas: desenhos da colecção A. Cachola”, MACE, Museu Arte
Contemporânea de Elvas.
“Premio Maximo Ramos”, Centro Torrente Ballester, Ferrol.
“Genesis, a partir de las obras de la colección A. Cachola”,MACE, Museu Arte
Contemporânea de Elvas.
“Arte Portuguesa do Século XX, 1960-2010, MNAC – Museu Nacional de Arte
Contemporânea, Lisboa.
“Art Bruxelles” (Galeria Max Estrella), Bruxelles.
“Arco” (Galeria Max Estrella e Galeria SCQ), Madrid.
“Arte Lisboa” (Galeria Presença, Miguel Nabinho e SCQ).
“Passante no Mundo – Paulo Reis e Cª, Quase Galeria, Porto.
2011
“La colección”, Fundación Barrié, A Coruña.
“Linhas e memórias”, Obras Colecção do Município de Almada, Museu de
Arqueologia de SeCtúbal.
“Smell Colour”, Arts Santa Monica, Barcelona.
“Gabinete de curiosidades #1”, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa.
“Da discussão nasce a luz”, Colecção EDP, Convento Santo António, Loulé.
“Conversation Piece”, Galeria Municipal de Arte do Convento Espírito Santo,
Loulé.
“Casa comum”, obras na Colecção do CAM, Centro de Arte Moderna da Fundação
Calouste Gulbenkian, Lisboa.
“Arco” (Galeria Max Estrella e Galeria SCQ), Madrid.
“Art Bruxelles” (Galeria Max Estrella), Bruxelles.
2010
“A culpa não é minha, obras da Colecção António Cachola”
Museu Berardo”, Lisboa.
“A colecção”, Fundação Barrié, Corunha.
“A secreta vida das palavras”, CAS-Centro de Arte de Sines, Sines
“Horizon”, Galeria Miguel Nabinho, Lisboa.
“Vorbilder-Bildzitate”, Städtischen Galerie Villa Zanders, Bergisch Gladbach.
“O fio condutor”, Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian,
Lisboa.
“Arco 09” (Galeria Max Estrella), Madrid.
“Just Madrid” (Galeria Miguel Nabinho), Madrid.
“art Amsterdam ‘10” (Galerie Wit), Amsterdam.
“Art Bruxelles” (Galeria Max Estrella), Bruxelles.
2009
“Serralves 2009- A Colecção”, Museu de Serralves, Porto.
“Inéditos”, Galeria Presença, Porto.
“A experiência da forma”, Centro Artes Casa das Mudas, Ilha da Madeira.
“Paisagens Oblíquas”, Museu Municipal de Faro.
“Parellas”, Centro Cultural Caixanova, Vigo.
“Corpo, Densidade e Limite” , MACE – Museu de Arte Contemporânea de Elvas /
Colecção António Cachola.
“ARCO 08” (Galeria Max Estrella, Presença e AH), Madrid.
“Frieze Art fair” (Galeria Miguel Nabinho), London.
“Art Bruxelles”(Galeria Max Estrella), Bruxelas.
“Art Amsterdam ‘09” (Galerie Wit), Amsterdam.
2008
“Projecto Informal”, Laboratório das Artes (Museu Alberto Sampaio) Guimarães.
“Obras da Colecção (Safira e Luís) Serpa”, Fundação Carmona e Costa Lisboa.
“18 Presidentes, Um Palácio e Outras Coisas Mais”, Palácio de Belém, Lisboa.
“Linha do Horizonte”, Caixa Cultural RJ, Rio de Janeiro, Brasil / Museu Soares dos
Reis, Porto.
“(I+E) Adquisiciones recientes”, Centro de Arte Caja Burgos, CAB, Burgos.
“Ponto de vista”, obras da Colecção da Fundação PLMJ, Museu da Cidade, Lisboa.
“Quel air clair éclaire l’air”, Colecção do Ar.Co, Museu da Cidade, Lisboa.
“À volta do papel”, CAMB-Centro de Arte Manuel de Brito, Palácio Anjos, Algés.
“Percursos”, Galeria Municipal Nova Ogiva, Óbidos.
“ARCO 08” (Galeria Lisboa 20, Max Estrella, Presença, Mário Mauroner e
Poligrafa), Madrid.
“Art Bruxelles”(Galeria Max Estrella), Bruxelas.
“Zoo Art Fair (Galeria Lisboa 20), Londres.
“Art Forum Berlin” (Galerias Max Estrella e SCQ) Berlim.
2007
“Mapas, Cosmogonías y Puntos de referencia”, CGAC-Centro Galego de Arte
Contemporáneo, Santiago de Compostela.
“Conversaciones - Colección Aena”, MEIAC, Badajoz.
“Toll-free:Serralves no Algarve”,Centro Cultural de Lagos.
“Colecção António Cachola”, MACE-Museu de Arte Contemporânea de Elvas.
“50 Anos de Arte Portuguesa”, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisboa.
“Aena-Colección de Arte Contemporâneo”, Convento Santa Inês, Sevilla.
“Art Bruxelles”(Galeria Max Estrella e Mario Mauroner), Bruxelles.
“Expansiones implosivas. Derivas de la escultura en la Colección Caja de Burgos”,
Centro Cultural de la Villa, Madrid.
“ARCO 07” (Galeria Lisboa 20, Max Estrella, Presença e SCQ), Madrid.
2006
“Exposição colectiva” Galeria AH, Viseu
“Beaufort Inside-Outside”, PMMK Museum, Ostende.
“Premio Nacional de Arte Gráfico”, Calcografia Nacional, Madrid e SNBA, Lisboa.
“Aena Arte. Obra sobre papel”, Sala Arquerías de Nuevos Ministérios, Madrid.
“desenho contínuo: Aires Mateus/Pedro Calapez”, Centro de Artes de Sines.
“Território Oeste. Aspectos singulars del arte portugués contemporáneo”, MACUF,
Museo de Arte Contemporáneo Unión Fenosa, A Corunha.
“El espacio y el concepto – gráfica y ediciones de la Galeria Caja Negra”, Instituto
de Artes Gráficas de Oaxaca.
“Arte Contemporânea Portuguesa-Obras da Colecção Portugal Telecom”, Fórum
Eugénio de Almeida, Évora.
“Naturalia”, Centro Cultural de Lagos, Lagos.
“ARCO 06” (Galeria Cristina Guerra, Caja Negra, Max Estrella, Presença e SCQ),
Madrid.
“Art Bruxelles” (Galeria Mario Mauroner), Bruxelles.
“Art 37 Basel” (Galeria Cristina Guerra), Basileia.
“Art Cologne 40” (Galeria Mario Mauroner, Max Estrella e Poligrafa), Colónia.
“Arte Lisboa” (Galeria Presença), Lisboa.
2005
“Nine solitaire positions”, Galeria Mario Mauroner, Viena.
“Del Zero al 2005. Perspectivas del arte en Portugal”, Fundación Marcelino Botín,
Santander.
“Colección CGAC, Colección Fundación ARCO”, CGAC–Centro Galego de Arte
Contemporânea, Santiago de Compostela.
"Le droit de Rêve", Galeria Mario Mauroner, Salzburg.
“Desenhos A-Z”, Galeria Porta 33, Funchal.
"[RE]Visitações_a Partir de Pontormo", Galeria Luís Serpa, Lisboa.
"DEPOIS DO MODERNISMO_um olhar retrospectivo...", Galeria Luís Serpa,
Lisboa.
“Colecção Incompleta”, Museu Francisco Tavares Proença Jr., Castelo Branco.
“no desenho”, Galeria Cristina Guerra, Lisboa.
“ARCO 05” (Galeria Cristina Guerra, Caja Negra, Presença, Max Estrella e SCQ),
Madrid.
“ArtBruxels” (Galeria Mario Mauroner), Bruxelles.
“Art Basel” (Galeria Cristina Guerra), Basileia.
“Art Cologne 39” (Galeria Mario Mauroner e Max Estrella), Colónia.
“Arte Lisboa” (Galeria Caja Negra e Presença), Lisboa.
“Art Miami-Basel” (Galeria Cristina Guerra), Miami.
2004
“1980-2004 anos de Actualização Artística das colecções do Museu do Chiado”,
Museu Francisco Tavares Proença Júnior, Castelo Branco.
“20 Anos Galeria Cómicos-Luís Serpa”, Coordoaria Nacional, Lisboa.
“20+1 Artistas Portugueses nas colecções do CGAC”, CGAC – Centro Galego de
Arte Contemporânea, Santiago de Compostela.
“Meio Século de Arte Portuguesa”, Museu do Chiado, Lisboa.
“On drawing”, Galeria Cristina Guerra, Lisboa.
“Alguns Fragmentos do Universo: Escala de cores”, Centro Cultural de Lagos.
“Dramaturgias do Desenho”, Casa da Cerca, Almada.
“Alguns Fragmentos do Universo (cont 7)”, Museu Francisco Tavares Proença
Júnior, Castelo Branco.
“ARCO 04” (Galeria Presença, SCQ, Bores & Mallo e Max Estrella), Madrid.
“Art Cologne 38” (Galeria Mario Mauroner e Max Estrella), Colónia.
“Art Basel” (Galeria Cristina Guerra), Basileia.
“Arte Lisboa” (Galeria Caja Negra, Presença e SCQ), Lisboa.
“Art Miami-Basel” (Galeria Cristina Guerra), Miami.
2003
“Alguns fragmentos do Universo”, Centro Cultural Emmerico Nunes, Sines.
“et puis voilá”, Galeria António Henriques, Viseu.
“Colecção Caixa Geral de Depósitos”, MEIAC, Badajoz.
“Exposição Comemorativa de Guimarães”, Guimarães.
“ARCO 03” (Galeria Bores & Mallo e Max Estrella), Madrid.
“Frankfurt Art Fair” (Seippel Galerie), Frankfurt.
“Arte Lisboa” (Galeria Presença e SCQ), Lisboa.
2002
“100 anos - 100 artistas”, S.N.B.A., Lisboa.
“Accrochage 03/02”, Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa.
“Salon Européen de Jeunes Createurs”, Montrouge, Amarante e Sant Cugat.
“Caravelas, Art et Littérature du Portugal Aujourd’hui”, L’Atelier, Centre d’art et
d’Echanges Culturels de Pignans.
“A Arte Contemporânea Portuguesa na colecção de Manuel Baptista”, Museu
Municipal de Faro.
“Os quatro elementos”, Casa Municipal de Cultura de Cantanhede.
“Arte Contemporânea Portuguesa”, Banco Central Europeu, Frankfurt am Main.
“Sedimentación/Ornamento/Bricolage/Parodia”, Casa Díaz Cassou, Murcia.
“ARCO 02” (Galeria Bores & Mallo e Luis Adelantado), Madrid.
“ArtBruxels” (Galeria Presença).
“Arte Lisboa” (Galeria Bores & Mallo, Luís Serpa, Presença e SCQ)
2001
“Colecção Banco Privado para Serralves”, Museu de Serralves, Porto.
“Silent Life” Convento dos Capuchos, Caparica.
“Citações/Situações”, Galeria do Palácio de Cristal, Porto.
“Modos afirmativos e declinações”, Museu de Évora.
“Al Quimias”, Centro Cultural Emmerico Nunes, Sines.
“Argumentos de futuro”, Caja San Fernando, Sevilha; Fundación ICO (Instituto
Crédito Oficial) Madrid.
“EDP.ARTE”, Museu de Serralves, Porto.
“Fundação António Prates, um projecto para Ponte de Sôr”, MEIAC, Badajoz.
“ARCO 01” (Galeria Bores & Mallo e Luis Adelantado), Madrid.
“Chicago 01 Art Fair” (Galeria Luís Adelantado).
“Berlim Art Fair” (Galeria Presença).
“FAC Lisboa” (Galeria Bores & Mallo e Presença).
2000
“O Eterno Efêmero” Convento dos Capuchos, Caparica.
“Artistas portugueses na Colecção do MEIAC”, Centro Cultural de Cascais.
“Cinco artistas”, Galeria Miguel Marcos, Zaragoza.
“drawing to attention”, Kloster Bentlage, Rheine.
“Joías: Paula Crespo,Pedro Calapez,Pedro Portugal”, Galeria Reverso, Lisboa.
“ARCO 00” (Galeria Bores & Mallo, Gianni Giacobbi, Luis Adelantado, e Presença),
Madrid.
“Chicago 00 Art Fair” (Galeria Luís Adelantado).
“Art Cologne 34” (Galeria Gianni Giacobbi e Presença).
1999
“Linhas de Sombra” CAM, F.C.Gulbenkian,Lisboa.
“Tage Der Dunkelheit Und Des Lichts” (“Dias de escuro e de luz”) Kunstmuseum
Bonn.
“Colecção António Cachola-Arte Portuguesa dos anos 80-90”, MEIAC, Badajoz.
“Dez Anos”, Galeria J.Gomes Alves, Guimarães.
“FIA’99” (Galeria Luís Adelantado), Caracas.
“Art Cologne 33” (Galeria Gianni Giacobbi).
“ARCO 99” (Galeria Bores & Mallo, Luís Adelantado e Presença), Madrid.
“Chicago 99 Art Fair” (Galeria Luís Adelantado).
1998
“Arte Portugués desde 1960, Fundación Pedro Barrié de la Maza, A Coruña,
Espanha.
“ARCO 98” (Galeria Presença), Madrid.
1997
“ARCO 97” (Galeria Fernando Santos), Madrid.
“Marca, Feira de Arte da Madeira (Galeria Presença), Funchal, Madeira.
1996
“Mo(nu)mentos” Galeria Luís Serpa Projectos, Lisboa.
“1ère rencontre internacional des galeries d'art” (Galeria Luís Serpa),
Marselha.
“Ecos de la materia”, MEIAC, Badajoz.
“ARCO 96” (Galeria Luís Serpa Projectos), Madrid.
1995
“Ver pelo desenho”, Casa da Cerca, Almada.
“40e Salon de Montrouge”, Montrouge.
“ARCO 95” (Galeria Luís Serpa Projectos), Madrid.
“As gravuras não sabem nadar” Livraria assírio & Alvem, Lisboa
1994
“Perspectives”, Centre d'Art Contemporain de Marne-La-Vallée.
“Depois de Amanhã”, Centro Cultural de Belém, Lisboa.
“ARCO 94” (Galeria Luís Serpa Projectos), Madrid.
1993
“Tradición, Vangarda e modernidade do século XX Portugués”, Auditorio de
Galicia, Santiago de Compostela.
“Ilegítimos”, Galeria Artefacto 3, Lisboa.
“ARCO 93” (Galeria Cómicos-Luís Serpa), Madrid.
“Abraço”, Galeria Abraço, Lisboa
1992
“Nova pintura e nova escultura portuguesa”, Casa Garden, Macau.
“4 artistas portugueses”, Ho Gallery, Hong Kong.
“Accrochage 02/92”, Galeria Cómicos Luís Serpa, Lisboa.
“10 Contemporâneos”, Museu de Serralves, Porto.
“Arte Contemporânea Portuguesa na colecção da F.L.A.D”, CAM-F.C.Gulbenkian,
Lisboa.
“ARCO 92” (Galeria Cómicos-Luís Serpa), Madrid.
1991
“A secreta vida das imagens”, Galeria Atlântica, Lisboa.
“21ªBienal de S.Paulo”.
1990
“Desenhos”, Galeria dos Escudeiros, Beja.
“London Art Fair” (Galeria Atlântica), Londres.
1989
“Portugal Hoy”, Centro Cultural del Conde Duque, Madrid.
“Tendências dos anos oitenta”, Centro de Arte de S. João da Madeira.
“Euroarte/89”, Guimarães.
“L.A. Art Fair” (Galeria Atlântica), Los Angeles.
“Art London” (Galeria Atlântica), Londres.
1988
“Portuguese Painting from the last three decades”, Pinacoteca Museum, Atenas.
“Bicentenário do Ministério das Finanças”, Lisboa.
“Lisbonne aujourd'hui”, Museu de Toulon.
“IGI NY 88” (Galeria EMI-VC), New York.
“ARCO 88” (Galeria EMI-VC), Madrid.
“Fórum de Arte Contemporânea”, (Galeria EMI-VC), Fórum Picoas, Lisboa.
“Zeitgenössische portugiesische Maler”, Bayerichen Landesbank, München.
1987
“Arte Portuguesa”, Moscovo.
“Artistas portugueses na Bienal de S.Paulo”, Galeria EMI-VC, Lisboa.
“Aquisições recentes”, Galeria Almada Negreiros, Secretaria de Estado da Cultura,
Lisboa.
“Exposição Amadeo de Sousa Cardoso”, Museu de Serralves, Porto.
“19ª Bienal de S.Paulo”.
“150 Anos de Arte Portuguesa”, itinerante: Macau (Leal Senado) e Pequim.
“70-80 Arte Portuguesa”, Itinerante: S.Paulo, Rio de Janeiro e Filadélfia.
“Amadeores”, C.A.M., F.C.Gulbenkian, Lisboa.
“Arte Contemporáneo Portugués”, Museu Espanhol de Arte Contemporânea,
Madrid.
“Artistas portugueses”, Palácio Anjos, Algés.
“Arte Portuguesa – Operação Ensino Árvore”, Entrepôt Lainé, Bordéus.
“O Limoeiro em Julho”,C.E.J., Lisboa.
“A paisagem revisitada –II Bienal dos Açores”, Biblioteca Pública de Angra do
Heroísmo, Açores.
“Biombos Pintados”, Galeria EMI-VC, Lisboa.
1986
“Le XXéme au Portugal”, Centre Albert Borschete, Bruxelas.
“VII Bienal de Pontevedra”. Pontevedra.
“Cumplicidades”, Galeria EMI-VC, Lisboa.
“AICA Philae 86” S.N.B.A., Lisboa.
“Ill Exposição Geral de Artes Plásticas”, F.C.Gulbenkian, Lisboa.
“5ª Bienal de V.N.de Cerveira-Arte dos Anos Oitenta”, V.N.Cerveira.
“42ªBienal de Veneza”.
“ARCO 86” (Galeria Quadrum), Madrid.
1985
“Finisterra”, Galeria Nasoni, Porto.
“Arquipélago”, S.N.B.A., Lisboa.
“Seis Pintores Contemporâneos”, Galeria Módulo, Porto.
“Arte dos Anos Oitenta”, S.N.B.A., Lisboa.
“Colectiva”, Galeria Quadrum, Lisboa.
“Diferença/Diálogo”, Galeria Diferença, Lisboa.
“Pintado em Portugal”, Museo de Mérida.
“1ª Bienal de Arte dos Açores e Atlântico”, INCM, Ponta Delgada.
“Gaetan, Calapez e Cabrita”, Galeria Alfarroba, Cascais.
1984
“Instalação”, (Cabrita, Calapez, R Carvalho, Croft, Léon), Galeria Metrópole,
Lisboa.
“Instalação”, (Cabrita, Calapez, R Carvalho, Croft, Léon), Círculo de Artes
Plásticas de Coimbra.
“Atitudes Litorais”, Faculdade de Letras, Lisboa.
“1ª Exposição de Arte do Banco de Fomento”, Banco de Fomento Nacional,
Lisboa.
“Lagos 84 – Bienal de desenho”, Lagos.
“Novos Novos”, S.N.B.A.,Lisboa.
“EIAM’84 – 1ª Exposição de Arte Moderna de Campo Maior”, Campo Maior.
1983
“Depois do Modernismo”, S.N.B.A., Lisboa.
“Aspectos do Desenho Contemporâneo em Portugal”, itinerante (Alemanha).
“Perspectivas actuais da Arte Portuguesa”, S.N.B.A. Lisboa.
“1ª Exposição Nacional de Desenho”, Cooperativa Árvore, Porto.
“Retrospectiva da Diferença”, C.A.P.C., Coimbra.
“Papel como suporte”, S.N.B.A., Lisboa.
“Livro de artista”, Galeria Diferença, Lisboa.
“Pedro Calapez e Pedro Casqueiro”, Bar Os Infantes, Beja.
1982
“Instalação”, (Cabrita, Calapez, Croft e Léon), C.A.P.C, Coimbra.
“III Bienal de Cerveira”, Vila Nova de Cerveira.
“Papel como suporte”, S.N.B.A., Lisboa.
“Desenhos?”, Edifício Mobil, Lisboa.
“Lagos 82 – Bienal de desenho”, Mercado dos Escravos, Lagos.
“Nueve artistas contemporáneos”, Museo de Arte Contemporáneo de Montevideo.
“Arús, 1ª Exposição de Arte Moderna”, Museu Soares dos Reis, Porto.
“Arteder 82”, Feria Internacional de Muestras, Bilbao.
“Árvore de Natal”, Espaço Lusitano, Porto.
1981
“LIS 81”, Galeria de Arte Moderna, Secretaria de Estado da Cultura, Lisboa.
“Salão da Primavera”, Casino do Estoril.
1976
“Fotografia”, APAF – Associação Portuguesa de Arte Fotográfica, Lisboa
1975
“Figuração-Hoje?”, S.N.B.A., Lisboa.
1971
“Colectiva pintura e desenho”, Sala Polivalente, Salesianos de Lisboa

Espectáculos (cenografia)
2017
“Nathan O Sábio” (cenografia), Teatro Municipal de Almada Joaquim Benite,
Almada.
1995
“A disputa” (cenografia), Teatro da Trindade, Lisboa.
1993
“Zerlina”, cenografia, Teatro Nacional D.Maria II, Lisboa.
1989
“A viagem de Inverno” (realização com N. Vieira de Almeida), Acarte-CAM,
F.C.Gulbenkian, Lisboa.
1987
“Le travail du peintre”(realização com N.Vieira de Almeida), Acarte-CAM,
F.C.Gulbenkian, Lisboa.
Prémios
2020 – Prémio “Projecto Artístico Destacado”, Fundação Millennium BCP, Drawing
Room, Lisboa
2012 – “22 Premio Internacional de Gráfica Máximo Ramos 2012”, Ferrol.
2005 – “Premio Internacional por las innovaciones y aportaciones en arte gráfico:
Real Academia de Bellas Artes, Madrid;
2005 – “Prémio AICA” (Associação Internacional de Críticos de Arte -secção
portuguesa).
2001 – “Prémio de Pintura EDP”, Lisboa.
1999 – “Premi Ciutat de Palma de Pintura”, Palma de Mallorca.
1998 – “Prémio “El Brocense”, Deputación Provincial de Cáceres.
1994 – “Prémio de Desenho”, Fundació Pilar i Joan Miró em Mallorca.
1990 – “Prémio União Latina”, Lisboa.
1987 – “Exposição Amadeo de Sousa Cardoso”, Museu de Serralves, Porto.
1986 – “Arte dos Anos Oitenta”, V Bienal de V.N.de Cerveira.
1984 – “Lagos 84”, Lagos.

Obras Públicas
2012
Obra em painéis em vidro para a nova sala das turbinas da Barragem de Picote.
2010
Painéis em vidro serigrafado, Escola Secundária Alves Martins, Viseu.
2007
Porta principal e painéis em bronze para a Igreja da Santíssima Trindade, Fátima.
2006
“Quatro estações”, Hospital S. Francisco Xavier, Lisboa.
2005
“Neve de Espinhos”, retábulo de altar na capela de Nª. Srª. das Neves /
Biblioteca Municipal de Ílhavo, Ílhavo.
“Bosque”, Cortina de sala para o Novo Teatro Municipal de Almada.
2002
“Ornamento escondido”, Mosteiro dos Jerónimos, Lisboa.
1998
Praça em Calçada portuguesa na Porta-Sul da Exposição Internacional de Lisboa.
Painel cerâmico para o Metropolitano de Lisboa (estação das Olaias).
1997
Tecto para o edifício dos Paços do Concelho da Câmara Municipal de Lisboa.