Júlio Pomar
2 Dezembro, 2015
Lindstrom
2 Dezembro, 2015
Voltar

Lara Roseiro

2 Dezembro, 2015
408

Lara Roseiro – Interioridade #35

Artista: Lara Roseiro Título: Interioridade #35 Dimensões: 100x90cm Data: 2015 Técnica: mista sobre tela

SOBRE:

Coimbra, 1980. Vive e trabalha em Azeitão (Setúbal).

Formação:

2011 - 2013 Mestrado em Pintura, Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa

1998 - 2003 Licenciatura em Pintura, Escola Universitária das Artes de Coimbra, ARCA/EUAC

Prémios e distinções · Selecção:

2011 Menção Honrosa, “Aveiro Jovem Criador 2011”.

2008 2º Prémio, 5ª Bienal de Pintura de Arte Jovem de Penafiel.

2007 Menção Honrosa, 5ª Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde.

2004 3º Prémio de Pintura “Aveiro Jovem Criador 2004”.

Exposições Individuais · Selecção:

2015 “Espelho Meu”, Espaço Exibicionista, Lisboa.; “Janela Indiscreta: interioridades” (curadoria Helder Alfaiate Galeria de Arte), Casa de Cultura Jaime Lobo e Silva, Ericeira.

2012 “Palcos Interiores”, Galeria Palpura, Lisboa.

2011 “Diálogos Fragmentados”, Galeria Palpura, Lisboa.

Exposições Colectivas ∙ Selecção:

2016 Feira de Arte e Antiguidades de Lisboa, espaço Hélder Alfaiate Galeria de Arte, Cordoaria Nacional, Lisboa.; “Construir, Habitar, Pensar”, Galeria Via Idea, Azeitão.

2015 “Arte de Bolso”, Galeria Sete, Coimbra.;  Feira de Arte e Antiguidades de Lisboa, espaço Helder Alfaiate Galeria de Arte, Cordoaria Nacional, Lisboa.; “Arte & Negócios” (curadoria We Art, Agência de Arte), Porto Business School.

2014 “Arte de Bolso”, Galeria Sete, Coimbra.; “Portuguese Canadian Walk of Fame” (curadoria We Art, Agência de Arte), The Peach Gallery, Toronto, Canadá.; Feira de Arte e Antiguidades de Lisboa, espaço Helder Alfaiate Galeria de Arte, Cordoaria Nacional, Lisboa.

2013 “Arte & Eros: O lugar do Erotismo na Arte”, Fábrica Braço de Prata, Lisboa.; “Chiado, Baixa e Confronto com o Francesismo nas Artes e na Literatura”, Museu Arqueológico do Carmo, Lisboa.

2012 IX Coletiva de Dezembro, Galeria Vera Cruz, Aveiro.;  “Chiado, Baixa, Arte Pública e Esfera Comunicacional”, Lisboa.

2011 XXIV Salão da Primavera, Galeria de Arte do Casino Estoril.; XIX Coletiva “Arte no Morrazo”, Cangas, Espanha.; “Encore”, Galeria Palpura, Lisboa.

2010 XI Prémio de Pintura e Escultura D. Fernando II, Sintra.; “Concepts in Progress”, Galeria 57, Leiria.

2009 IV Bienal de Artes de Coruche.

2008 5ª Bienal de Pintura de Arte Jovem de Penafiel.

2007 “Aveiro Jovem Criador 2007”.

2004 “Aveiro Jovem Criador 2004”.

2003 “Jovens Artistas – 50 anos FEP”, Porto.

2002 “O Fazer Artístico”, Centro de Artes e Espetáculos da Figueira da Foz.

2001 “Jovens Talentos Unibanco”, Lisboa.

 

Representada em colecções públicas e privadas (Alemanha, Canadá, França, Holanda, Polónia, Portugal, Suécia).

Ilustrou o livro “Estórias d’Escritas” de Jorge Mendonça publicado pela Chiado Editora (2015).

Mencionada em várias publicações: Homem Magazine, Ideias Casa Cláudia, Maria Capaz, Catapult (EUA), Bogamia (EUA), etc.

Realizou diversos projectos em arte pública em Albergaria-a-Velha, Anadia, Aveiro, Coimbra, Mealhada, Lisboa, Oliveira do Bairro, Pombal e Porto.

 

 

O seu processo criativo remete para a casa como espaço íntimo do quotidiano feminino através de cenários interiores, não acessíveis mas reconhecíveis ou imagináveis, evidenciando aberturas que convidam à participação do observador tornando-o um voyeur. As janelas que se abrem, as paredes que se quebram e as portas que se escancaram mostram a interioridade da esfera doméstica: uma quase solidão, um diálogo interior, um estado de alma. Os ambientes arquitetónicos aparentemente vazios evidenciam a delicadeza das figuras femininas, exibidas em situações passivas, enfatizando a serenidade da casa. Deste modo, é entre paredes que se materializam as suas narrativas em que o processo artístico evoca a pintura de género apresentando lugares comuns que permitem a entrada num universo familiar através da ambivalência: o interior e o exterior.

Venceu vários prémios e distinções, entre os quais o 1º Prémio no “Prémio de Pintura Elena Muriel”, Oliveira de Azeméis (2016), o 2º Prémio na 5ª Bienal de Pintura de Arte Jovem de Penafiel (2008), o 3º Prémio de Pintura “Aveiro Jovem Criador” (2004) e as menções honrosas no “Aveiro Jovem Criador” (2011) e na 5ª Bienal Internacional de Arte Jovem de Vila Verde (2007).

Expõe regularmente desde 2001 em exposições individuais e coletivas.

A sua obra está representada em coleções públicas e privadas: Alemanha, Austrália, Canadá, Espanha, EUA, França, Holanda, Inglaterra, Itália, Luxemburgo, Noruega, Polónia, Portugal e Suécia.

Realizou diversos projetos de arte pública, como por exemplo no Museu Arqueológico do Carmo em Lisboa ou, mais recentemente, um mural com 73 m² composto por azulejos localizado no Museu de Etnomúsica da Bairrada (2021).

Colaborou na edição #73 (set.2021) da Revista Egoísta sob o tema “Receitas para a vida”, com a cortesia da Galeria Espaço Exibicionista.